16 de fev de 2012

Resenha: Three Cheers For Sweet Revenge


Oi sugar's 
Eu sou a Leeh, e estou aqui pra postar a primeira resenha do FC (ai que emoção rs). Eu não sabia por qual álbum da banda começar. Quis começar pelo DD mas eu sabia que ia gerar polêmica - porque a maioria dos fãs que conheço detestam o album -, então resolvi começar pelo Three Cheers for sweet revenge que é meu favorito. Espero que gostem e... bom vamos ao que interessa! 




Three Cheers for Sweet revenge, um álbum que deixou bem claro á todos que o MCR veio para ficar – disso não temos duvidas. Mas  o revenge não representa só isso . Cada música, cada melodia representa algo que aposto que cada um de vocês quis gritar ao mundo e nunca tiveram coragem; Representa coisas que sentiram, situações que tirando todo o clima teatral poderiam muito bem serem vividas por qualquer um. Eu vejo este álbum de vários jeitos, consigo enxergar varias coisas que se interligam entre si; Vidas diferentes, descritas, vivendo no mesmo lugar – apesar da temática do álbum ser praticamente a continuação do anterior, o bullets!

É um álbum bem sombrio, diga-se de passagem, mas que é quase impossível não amar, pois tudo nele é atraente; Desde as guitarras que levam a melodia á um nível inigualável, até a bateria – que pra mim é muito fácil, não sei pra vocês. O Revenge é um álbum que não deve ser ouvido e sim degustado… e como dizem: a vingança é um prato que se come frio! Be prepared to feel revenge!



1. Helena
Helena foi o ponto de partida para que muitos – não digo a maioria - conhecessem e amassem está banda logo de cara. Óbvio, comigo foi exatamente a mesma coisa. Impossível não amar a letra – que trata de um assunto tão delicado – e essa melodia que de longe é mais linda já escutada. Não é exagero, essa musica consegue tocar na alma de quem já perdeu alguém. A musica foi escrita pra avó do Gerard e do Mikey que morreu, a vovó Elena, e trata da dor que essa perda causou. Como eu já disse, essa musica consegue tocar na alma de qualquer pessoa que já tenha perdido alguém e isso é verdade, falo isso por experiência própria. É você escutar essa musica e sentir lá dentro de você que todas as lembranças ligadas á aqueles que partiram, estão voltando. Mas não para machucar, para confortar! Se eu fosse ficar falando sobre essa musica aqui com certeza ia escrever uma bíblia, porque sabe como é ne?! Música cupido, culpada por um amor á primeira vista por essa banda, é sempre assim!
Frase preferida: Can we pretend to leave?And then we’ll meet again,When both our cars collide. (Nós podemos fingir ir embora? E então nos encontraremos de novo. Quando nossos carros colidirem?)

2. Give’ em Hell, kid!
Eu realmente não conseguia enquadrar qualquer coisa que eu tenha vivido nessa musica, só conseguia ver personagens e nada mais. Eu não conseguia sequer entender a musica! Mas vocês sabem que o tempo é melhor remédio para tudo e com essa musica não fora diferente. A letra fala sobre um homem em que diz á amada que não há motivos para continuar com ela, mas que ainda a amava. Isso esta na wikipédia, como devem ter percebido, mas eu acredito numa teoria completamente diferente: Essa musica fala sobre alguém que precisa partir, deixar a pessoa amada e que sempre vai sentir falta dela. Fala sobre alguém que está simplesmente desmoronando e que PRECISA partir! É sobre ter medo de cair, pois você não tem a pessoa que ama por perto pra te segurar. É assim que eu vejo a Give’ em Hell, kid. Nem preciso falar que amo a melodia e a letra, porque isso vai virar clichê ao ver de vocês; Mas é uma música que apesar de tentar acabar com meus neurônios para decifrá-la e entendê-la de um jeito único, se encaixa facilmente com algumas situações que eu já vivi. É linda e perfeita – como qualquer musica do MCR – e consegue te abduzir com a melodia forte de tirar o fôlego.
Frase preferida:  If you were here I’d never have a fear, So go on live your life, But I miss you more than I did yesterday! (Se você estivesse aqui, eu nunca sentiria medo. Então vá e viva sua vida. Mas eu sinto sua falta mais do que eu senti ontem)

3. To the end.
Sinceramente, essa pra mim tem uma coisa com a qual todos têm que lidar um dia: Renuncias, escolhas, conseqüências, promessas. A To the end, esconde isso atrás de todo um enredo sobre um casal; sobre alguém que está muito bem disposto a largar tudo e mudar, para selar uma união eterna. Ai que entra a renuncia e as escolhas! É tudo que sinto e penso sobre essa musica, que é uma das melhores musicas deste cd. Literalmente amo tudo que essa musica significa e tudo que ela diz; É notável que a letra fala sobre um homem e uma mulher e que os dois são os opostos, mas que ao mesmo tempo são iguais. Chega a ser bem complexo, mas a “to the end” é uma musica fácil, simples de se compreender. Alem de tudo isso é uma musica super empolgante, que vai da empolgação, ao sombrio num piscar de olhos. To The end é o tipo de musica que você não deve se esquecer ou deixar de ouvir, porque ela praticamente encaminha a historia á parte mais interessante: a vingança.
Frase preferida: If you marry me, would you bury me?Would you carry me to the end? (Se você casar comigo, você me enterraria? Você me carregaria até o fim?)

4. You know what they do to guys like us in prision
Prision, uma musica que me encantou logo de cara. Sua melodia do começo ao afim é algo completamente diferente, único; Sua letra trata claramente de homossexualismo e de dois homens presos. Isso se nota facilmente pelo nome da musica: “ você sabe que eles fazem com rapazes como nós na prisão”. Mas na verdade toda essa historia de prisão é quase uma mascara, para o que na verdade a musica trata: Sobre o caso que Gee e o Bert do The used tiveram, que para os mais íntimos conhecem como Gert. Não consigo ver outra coisa nessa musica, fica tão claro, tão obvio ao meu ver. Nessa musica os solos de guitarra são do tipo capazes de lavar a alma de quem escuta, fora a risadinha do Gee no final. Se existe uma palavra que possa definir o que esta musica significa, com certeza seria: ÚNICA.
Frase preferida: Life is but a dream for the dead, And well I, I won’t go down by myself,But I’ll go down with my friends. ( a vida é só um sonho, para os mortos. E bem eu, não vou para o inferno sozinho, mas eu vou para o inferno com meus amigos!)

5. I’m not okay (I promise)
A minha favorita pra toda a eternidade. Nunca amei uma musica tanto quanto amo esta! “I’m not okay”, é um hino de uma geração. Foi através dessa musica que todo meu amor pelo My Chemical Romance só aumentou. Também não é pra menos, o refrão é do tipo chiclete e a musica retrata sobre tudo que já passamos ou passaremos um dia : Um amor não correspondido, uma historia não acabada. São estas coisas que vejo na musica e acreditem, eu ouço quando “I’m not okay” e fico muito bem. I’m not okay, é uma das melhores - uma não, é a melhor!- musica do Revenge; Contagia, é fácil de cantar, simples de decorar e tem uma letra tão explicita que é impossível não amar essa musica. Viciante!
Frase favorita: You said you read me like a book, but the pages are all torn and frayed (você diz que me lê como um livro, mas as paginas estão todas rasgadas e desgastadas!)

6. The ghost of you
Essa musica é calma e ao mesmo tempo brutal pra mim. Não digo por causa do vídeo, mas é impossível ouvi-la e não lembrar de guerras, soldados e etc. É como se esta musica fosse feita exatamente sobre isso, sobre guerras e todas as coisas ligadas á essa situação. O significado de “the ghost of you” pra mim é simples: ver algo partir e nunca mais voltar! E ser assombrado o tempo todo por isso! Exatamente como os outros singles lançados, é do tipo que gruda na sua mente e não vai desgrudar tão facilmente. Esse é o tipo de musica que você nunca se cansará de ouvir e que apesar da letra ser aparentemente triste te fará querer olhar sempre para frente.
Frase favorita: I never, said I’d lie and wait forever. If I died we’d be together now… (Nunca disse, que mentiria e esperaria pra sempre. Se eu morresse, nos ficaríamos juntos agora…).

7. The jetset life is gonna kill you.
A letra é bem complexa, mas a melodia é ótima. É possível que essa musica fale sobre os problemas do Gee com as drogas. Não consigo ter outra visão desta musica, ao não ser o tema drogas, porque há passagens da letra em que isso fica subentendido, fica claro e ao mesmo tempo se esconde sob uma mascara de palavras bem colocadas. Não podemos deixar de falar sobre a parte em que a letra diz: “ E pela ultima vez eu minto. Eu poderia mentir para você?”. É algo que parece está sendo escondido de alguém, e outra vez eu volto para a teoria das drogas.Amo essa musica e a voz de Gee ficou tão linda que chega a dar arrepios. É uma ótima musica…
Frase preferida: Alright, Give up, Get down. It’s just the hardest part of living. (tudo bem, desista. Essa é apenas a parte mais difícil de viver).

8. Interlude.
Não está no encarte do cd, justamente por ser um interlúdio, uma ponte de ligação com a parte mais ‘vingativa’ do cd. Nela é como se pedisse proteção para algo que se está prestes á acontecer. É bem curtinha ( 00:57 segundos), mas dá pra acalmar bastante nos dias mais difíceis.
Frase favorita (praticamente a musica inteira): Saints protect her now. Come angels of the lord. (santos protejam-na agora. Venham anjos do desconhecido)

9. Thank you for the venom.
“Thank you for the venom” (ou simplesmente Merci pour le venim, como está escrito no álbum bullets, no encarte se não me engano), é uma musica que representa uma pequena mudança no ritmo do álbum. Á partir dessa musica, as letras começam a ficar com um toque mais vingativo, passando das simples despedidas. Thank you for the venom, fala sobre aquelas pessoas que vão à porta da sua casa, tentando fazer com que você mude de religião. Como sempre, eu venho com uma teoria completamente diferente da verdade. Essa musica pra mim nada mais é do alguém querendo dizer o quanto é forte e mostrando que nada poderá atingi-la. O final do refrão mesmo mostra isso. Mas chega ser impossível não relacionar a minha teoria com que a musica realmente significa. É sobre agradecer á todo veneno que lhe deram, assim de graça. Gosto bastante da voz do Gerard nessa musica, ele consegue através de sua voz passar exatamente o que a musica está dizendo. Ele simplesmente agradece pelo veneno.
Frase favorita: You’re running after something,that you’ll never kill. If this is what you want, Then fire at will (você esta correndo atrás de algo, que você nunca matará. Se é isso que você quer, então atire á vontade!)

10 Hang ‘em high.
Inspirada no filme “Que os enforquem bem alto/cometeram dois erros” de 1967. Começa nos fazendo lembrar de faroeste, mas depois uma melodia eletrizante entra, nos fazendo mudar completamente de idéia sobre está musica -que no começo, parecia que iria manter sempre o mesmo ritmo. Fala sobre um homem que pensa em se matar, e quer demonstrar a sua amada que realmente a ama muito. Já eu acredito que nessa musica se esteja falando sobre ir á uma luta -mate mil homens maus…- e não importa o que aconteça, continue lutando caso o ser amado caia -morra. Complexo, mas eu vejo assim! Gosto bastante dessa musica, por causa desse clima, batalha, guerra que ela me trás a cabeça. Hang ‘em high é otima!
Frase favorita: But don’t stop if I fall, And don’t look back. Oh baby don’t stop, Bury me and fade to black (mas não pare, se eu cair e não olhe para trás. Amor não pare de me enterrar e desbotar para preto).

11. it’s not a fashion statement, it’s a deathwish
Essa musica sempre me faz ficar pensativa. A “it’s not fashion”, é como um calmante para mim… quase que sem explicação. Ela fala sobre um homem que morreu assassinado e renasce buscando vingança. Dessa vez é impossível descordar e tentar ver essa musica de outro ângulo. Vejo ela como os dois extremos do amor e da vingança.  Como se fosse os dois ao mesmo tempo! É estranho, mas é exatamente isso que eu vejo e nada mais. Amo essa musica por completo, ela toca minha alma com facilidade.
Frase favorita: For what you did to me, and what I’ll do to you, you get, what everyone else gets, you get a lifetime! (por tudo o que você fez pra mim, e tudo o que eu farei a você, você tem o que qualquer um tem, você tem um tempo de vida); I lost my fear of falling, I will be with you. (eu perdi meu medo de cair, eu estarei com você)

12. Cemetery Drive
A melodia dessa musica é perfeita! Diferente de todas as outras do cd, apaixonante. Fica claro na letra que se fala sobre traição, de amantes e essas cositas! É uma musica que vai do irônico ao romântico em um piscar de olhos. Apaixonante, diga-se de passagem, e minha segunda favorita do revenge. Não é possível imaginar outro significado para ela que não seja traição, porque isso fica bem explicito na letra, fica bem obvio; O refrão até mostra o quanto a partida da amante para o narrador, o machuca. Eu fico sem palavras quando ouço essa musica, ela é sincera e ao mesmo tempo irônica. É perfeita, resumidamente.
Frase favorita: Back home, off the run, Singing songs that make you slit your wrists. It isn’t that much fun, staring down a loaded gun? (de volta para casa, paro a corrida. Cantando musica que fazem você cortar seus pulsos. Não é legal encarar uma arma carregada?)

13.I never told you what I do for a living.
Tudo que é muito bom acaba, enfim, aqui está a ultima musica do revenge e a mais importante, pois ela termina com o conceito do álbum anterior (o bullets) e com o conceito do revenge. Fala sobre os amantes que conseguiram matar todos os seus inimigos, mas que foram assassinados! Outra musica que eu não consigo ver outra coisa, ou tentar interpretar de outra forma. A melodia de inicio não me cativou, mas a letra foi de fato o que mais me marcou; Acho a letra dessa musica tão linda que eu até tatuaria no meu corpo uma parte dela. Apesar de todo o sentimento de vingança se concretizando nessa musica, não podemos deixar passar um toque romântico; A parte em que os amantes morrem juntos. Ao todo é uma bela musica para o um álbum tão cheio de vingança (e três vivas aos vingativos de plantão! rs). É fechamento de ciclo onde toda vingança acaba, dando lugar uma paz inevitável. Loucuras e filosofias à parte, não se pode ouvir o revenge sem ouvir  “I never  told you what I do for a living”.
Frase favorita: And we’ll all dance alone to the tune of your death, We’ll love again, we’ll laugh again, And it’s better of this way. (E nós todos dançamos sozinhos à canção da sua morte. Nós amaremos novamente, nós riremos novamente. E é melhor desse jeito)




Ouça o nosso top cinco Revenge aqui


Eu sei que ficou enorme pessoal, vocês devem imaginar o quanto eu demorei pra escrever tudo isso  (algo entre duas horas), mas valeu a pena cada palavra, pois o revenge é album incrivel que acredito que todos deveriam escutar. E vocês o que acham do Three Cheers For Sweet Revenge? Dê sua opinião, nos conte suas musicas favoritas do álbum!
Espero que tenham gostado e até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua marca,comente !