22 de jul de 2012

Ganhe um baixo autografado por Mikey Way!

    Recentemente o MCR publicou no site oficial um vídeo de Mikey Way falando sobre seu baixo, um Fender/Squire Mustang, seguido de um link do site Alternative Press, onde você pode se inscrever pra ganhar um igual, com a assinatura do próprio.
    A descrição do instrumento diz:

    Um vencedor muito sortudo receberá um baixo Squier Mustang autografado por Mikey Way, projetado com o input de Way e o corpo de um Mustang clássico com um reluzente acabamento de faíscas pratas, faixas de corrida pretas, hardware preto e um cabeçote preto com assinatura Way na parte traseira!


MAS ATENÇÃO: o sorteio é apenas para residentes dos Estados Unidos, então nem adianta colocar seu endereço no Brasil na ficha de inscrição.


Confira o vídeo de Mikey falando sobre como entrou em contato com a Fender e sobre o design de seu baixo. (em breve postarei a tradução da entrevista)




12 de jul de 2012

Resenha: Ramones e David Bowie

Hey sweet's.

Finalmente consegui resolver o problema dos bgs no meu twitter e bem, hoje apenas postarei os da semana passada. Eles são bem simples, porém dão um visual incrível ao twitter (principalmente o do Elvis). Espero que gostem e bom vamos á resenha que é o que realmente interessa.



Álbum: The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars
Lançamento: 6 de junho de 1972
nota: 10


The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the spiders from mars é um álbum conceitual lançado em 1972  por David Bowie que foi considerado pela revista Melody Maker o melhor álbum da década de 70.  O conceito desse disco gira em torno de Ziggy Stardust um alienigena que vem para salvar a terra que seria destruida em cinco anos. O problema é que ele acaba montando uma banda chamada Spiders from mars. Ele acaba cedendo para os caprichos da vida de rock star e no final se suicida. 
Acho que eu não conseguiria falar desse álbum sem falar de Danger Days. Porque depois que eu ouvi este álbum ficou bem clara a influencia Bowie no álbum dos nossos meninos, principalmente vindas do The Rise and Fall. 


Nunca havia escutado esse álbum inteiro, mas fazer isso foi uma experiencia incrível. Não tem uma musica que eu não tenha gostado. São musicas perfeitas, com letras épicas. Provavelmente esse álbum vai se tornar um dos meus favoritos. As musicas que mais chamaram minha atenção foram Soul love pela letra doce e batida envolvente; Starman, que com certeza depois de Ziggy Stardust é a mais conhecida do álbum. Gosto dessa musica, pra mim é uma das mais viciantes desse álbum; Rock'n' Roll Suicide, ela começa melancólica mas aos poucos ela se torna esperançosa e trágica ao mesmo tempo (por ser a parte em que Ziggy se suicida). 

The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars é viciante, criativo, bem bolado. Foi uma obra de mestre e coisa de visionário o que Bowie fez nesse álbum. É só analisar bem as letras.  Acho que se você ainda não ouviu ou então não gosta deveria apreciá-lo e com certeza irá amar. Ouvi-lo por minutos á fio, foi uma experiencia insubstituível (é como eu disse nunca tinha o escutado inteiro). E provavelmente eu farei isso mais vezes. Mega indicação, este álbum é épico


Álbum: Road To Ruin 
Lançamento: 22 de setembro de 1978
Nota: 7

Este foi o quarto álbum da banda de Punk Rock ramones e é considerado um álbum recheado de clássicos. Road to ruin, é um álbum com musicas extremamente boas e rapidas que grudam na cabeça como Bad Brain, I wanna be sedated (classico) e I don't want you. Não sou muito fã de bandas de Punk rock (são poucas as musicas do ramones que curto), porém eu gostei desse álbum deles. 
São letras que falam desde amor até sentimentos mundanos. As melodias são contagiantes e divertidas... simples, porém viciantes. 
É um álbum muito bom, com letras com as quais você facilmente se identificara. Se você ainda não ouviu Road to Ruin ouça porque é muito, muito bom o álbum. 


Ouça o nosso playlist aqui


E ai cambadinha linda do meu coração, a resenha atrasou, porem, ai está os BGs de vocês hospedados no meu tumblr. Os de hoje vem só semana que vem. Ah é so colocar na opção repetir imagem quando for colocar no twitter okay?! qualquer duvida perguntem *-*


BG Beatles 


BG Elvis 




E feliz dia mundial do Rock ♥



10 de jul de 2012

Novo baterista do My Chemical Romance lança vídeoclipe com banda paralela

Jarrod Alexander, confirmado por Frank iero em entrevista como sendo o baterista do novo álbum da banda, está fazendo parte de um grupo de punk chamado Matt Skiba & The Sekrets, e essa semana o grupo lançou um vpideo para sua música "Voices", aqui está ele:

Gostaram?


Créditos: Fake Walls

8 de jul de 2012

Preview: Professional Griefers

Geeeeente saiu a preview de Professional Griefers, a música feita de Gerard Way em parceria de Deadmau5 (ou o contrário, porque a música é do Deadmau5 na verdade)!, aproveitem que tem quase a música inteira aqui:



E aí, o que acharam?


UPDATE:

Baixe a música completa aqui.

Créditos: Stoney Roads

5 de jul de 2012

Resenha: Albuns Help! e Elvis is back.

Hey Killjoys, como estão???

Hoje, como eu havia dito ia resenhar dois álbuns e seria como um especial do mês do rock. Disse também que colocaria dois BGs um de cada banda á disposição de vocês. O problema é meu twitter está completamente louco, não consigo mudar minha foto, não consigo mudar meu BG... Tradução: Eu não consigo testar os BGs que fiz pra vocês. Se vocês soubessem o quanto eu fiquei irritada, depois disso!! Estou a uma semana tentando e nada, meu Twitter simplesmente não carrega o Bg e olha que eu já fiz de tudo com a imagem. Nada dá certo. Anyway, vou ver um jeito de testar aqui e quem quiser eles ainda está de pé, porém, vocês precisam comentar no post dizendo as favoritas de vocês dos álbuns resenhados.



Álbum: Help! - The Beatles 
Lançamento: 6 de agosto de 1965
Nota: 8,0



Help! é o quinto álbum da banda, tendo um filme de mesmo nome e sendo lançado no auge da Beatlemania. Help, definitivamente não é o melhor álbum dos Beatles, muito menos tem as melhores musicas da história da banda, porém, não é um álbum que possa ser descartável ou péssimo. Originalmente foi lançado com um lado A e um lado B contendo 14 musicas e aqui no Brasil foi lançado com apenas 12 musicas. Gosto de como algumas letras soam doces e ao mesmo tempo tão sérias e divertidas. É um bom álbum, mas com certeza não é o melhor. 
As letras em sua maioria falam de relacionamentos e duas ou três falam sobre sentimentos e acontecimentos pessoais fora do circulo sentimento. Em Help! as melodias vão das mais lentas - daquelas bem românticas mesmo- as mais animas e divertidas como I've just seen a face e Another Girl que mesmo assim não deixam de serem românticas. A melhor e mais linda musica do álbum sem duvida é Yesterday que foi a musica mais regravada da história da musica. 






Álbum: Elvis is Back! 
lançamento: abril de 1960
nota: 9,0




Elvis is Back foi lançado depois da volta de Elvis do exercito e logo foi considerado um clássico. Foi lançado originalmente em 1960 porém, foi relançado na versão Legacy edition em 2011 tendo todas suas faixar remasterizadas e acréscimo de mais algumas canções, todas gravadas nos anos 60.
Composto por letras que falam sobre amor e todas com um ar envolventes e melodias dançantes, envolventes tipicas de Elvis. É um álbum caprichado e com musicas bem feitas. Aconselho ouvir Fever - musica destaque do álbum -, The Girl of my best friend, Such a night - classico dos the drifters - e Like a Baby que na minha opinião sãos as melhores do álbum. 
Gostei muito de Elvis is Back, porque eu nunca tinha o escutado. É claro que algumas musicas eu conhecia, porém, nunca tinha parado pra escutar o álbum inteiro. Esse eu superindico!! 




Ouça nosso top cinco de cada álbum aqui 



E ai o que acharam??? Se vocês quiserem o BG secreto do MCR e das bandas resenhas comente suas musicas favoritas e deixe seu user do twitter okay?! Torçam para que meu twitter volte ao normal para eu testá-los pra poder mandar a semana que vem.

xoxo Leeh 













Graphic Novel escrita por Gerard Way é citada por site de jogos como "adaptável para games"

O site de cultura geek Adrenaline recentemente publicou uma lista de histórias em quadrinhos que teriam boas adaptações para jogos, entre eles Umbrella Academy, parceria entre Gerard Way e Gabriel Bá (sim, aquele brasileiro que publica as tirinhas sem pé nem cabeça "Quase Nada" no jornal). Como o artigo é muito longo, só vou postar o trecho que fala do Umbrella Academy, quem quiser ver o artigo completo pode clicar aqui.

Eu não podia terminar essa coluna sem falar dos gêmeos Gabriel Bá e Fábio Moon, provavelmente os nomes mais reconhecidos internacionalmente, por causa do sucesso de Daytripper. Embora eu concorde que a graphic novel, líder da lista de bestseller do New York Times durante um bom tempo, não teria como ser adaptada para os controles, Umbrella Academy daria um ótimo jogo. Desenhada por Bá e escrita por Gerard Way - vocalista do My Chemical Romance. QUÊ? Eu sei -, conta a história de uma equipe de super-heróis desfuncionais e completamente psicótica, na qual você fica a todo instante esperando alguém surtar e matar os outros enquanto dormem. A graça do jogo ficaria exatamente nisso, essa tensão com seus colegas de equipe, que a qualquer momento podem se virar contra o jogador e decidir acabar com o negócio todo.


Outros HQs citados foram: Guerra Civil (Marvel), A Noite mais Densa (DC), Scott Pilgrim, Kick-Ass, Sandman, Mesmo Delivery e Bando de Dois (ambas obras nacionais).

4 de jul de 2012

My Chemical Romance em 37º no TOP 21ST CENTURY HARD ROCK SONGS da Loudwire

       A revista eletrônica especializada em música Loudwire está fazendo uma lista com 50 músicas de 50 bandas diferentes com o título de melhores músicas de Hard Rock do século 21, e Welcome to the Black Parade aparece em 37º, ao lado da seguinte descrição:

O lado teatral do My Chemical Romance foi um dos pontos principais de seu álbum de 2004, "Three Cheers for Sweet Revenge", mas os fãs não conseguiram ver até onde a banda pretendia ir até o lançamento do álbum de 2006, "The Black Parade".
Com a cabeça a mil, My Chemical Romance fez um álbum-conceito e definiu-se com o single principal épico, "Welcome to the Black Parade", a partir da abertura da música com o solitário canto, até o leve piano e bateria inconfundível e o bombástico som de guitarras e o coro.