8 de mar de 2012

Resenha: The Black Parade


Hey!! 
Hoje é a ultima resenha sobre álbuns do My Chemical Romance. Eu até poderia fazer sobre Dvds e afins, mas eu não posso falar sobre algo que eu não tenho, não é?? Que seja, hoje falarei pouco, mas tentarei ser interessante. Então vamos lá: 

O The Black Parade foi muito mal interpretado pela mídia, por pessoas que se diziam fãs, por pessoas que não conheciam o real motivo da banda desde o principio. O TBP fala sobre a esperança, sobre ter coragem e não desistir nos momentos difíceis. Pra algumas pessoas, o TBP não passava de um culto suicida. A má interpretação do album causou problemas pra banda, como por exemplo, a Hanna a menina que se suicidou e os pais culparam o MCR, vocês lembram? Imagina ver sua arte causando mortes?? Pois é, não é tão simples quanto parece escrever algo encorajador.

Apesar de todos os problemas que o The Black Parade tenha vindo a causar, ele é um álbum lindo. Suas letras conseguiram encorajar de verdade aqueles que ouviram as musicas com o coração. E convenhamos encoraja até hoje, não é mesmo?? Não é meu álbum favorito, embora eu goste muito da temática - o paciente a beira da morte refletindo sobre a vida - e goste muito da ironia presente nas musicas. Além disso,  foi muito bem elogiado pela critíca. The Black Parade não se resume só nisso. Foi o album que salvou, encorajou e nos ensinou a nunca ter medo de continuar vivendo.





The End 
É a intro do album que nos inicia na história do Paciente segundo conceito. Essa musica tem um ligação com a To The end do Revenge, que segundo fontes o a To the end seria é o ponto de vista do pai do paciente, enquanto a The end o ponto de vista do paciente. Fugindo do conceito, existe uma parte da letra em que diz  "I encourage your smiles, I expect you won't cry" (eu encorajo seus sorrisos e espero que não chore) que pra mim é parte mais visivel da real intenção do album. Essa frase mostrava o quanto eles queriam que as pessoas continuassem firmes e que se dependesse deles isso aconteceria sempre. Eu fico toda boba quando ouço hahaha.

Dead! 
Ironia na letra, peso na melodia fazem de Dead uma das minhas preferidas do álbum. Segundo o conceito, essa musica representa o momento em que o paciente recebe a notícia de que tem apenas duas semanas de vida. Gosto de como é exposto o fato do que o paciente não é alguém muito querido pelas pessoas. O que me faz sair do conceito e analisar essa musica de forma mais abrangente. Dead é sobre aquelas pessoas que nunca tem nada de tão interessante pra dizerem uma das outras. Gosto da parte em que diz " If life ain't just a joke, then why are we laughing?" (Se a vida não é apenas uma piada, então por que estamos rindo?). É o  questionamento mais sincero que eu já vi. A vida não é uma piada, não é uma mar de flores e mesmo assim as pessoas continuam rindo. Não que isso seja errado, mas é irônico, não acham??

This Is How I Disappear 
Aqui o paciente menciona a amada como unica pessoa que realmente se importa com ele. Além disso ele diz que sem ela, ele simplesmente desaparece. Fora do conceito, eu amo a melodia. Ela tem altos e baixos; Emociona e empolga rapidamente. A letra fala sobre você ter alguém que sempre se preocupara com você, independente do que faça. Embora ainda haja coisas sobre você que ela simplesmente não deve saber. Basicamente eu a vejo do mesmo jeito que no conceito. Acredito que não aja uma duplicidade nessa musica e que ela seja simplesmente uma coisa só.

The Sharpest Lives 
Nessa parte do conceito, o paciente está olhando para o seu passado, onde teve problema com alcoolismo e drogas. A amada dele também é citada mais uma vez e ele cogita o fato de que ela poderia te-lo abandonado, embora não o tenha feito. A musica fala sobre o problema com drogas do Gerard, segundo próprio mesmo disse. Gosto da melódia e igualmente da letra - não, acho que principalmente da letra - e minha maneira de interpretar essa letra deve ser simples demais ou estranha demais para todo o resto, mas okay. Pra mim, é algo como uma dor que se implora pra ser arrancada de si. Aquele momento em que você se ve como um doente total e a unica coisa que está realmente disposto a implorar é que alguém venha e lhe tire essa dor; A afaste de você, exatamente como diz neste trecho "Give me a shot to remember, and you can take all the pain away from me." (Me dê um tiro para lembra e você pode atirar toda dor para longe de mim)

Welcome to the black Parade 
Nessa parte do conceito o paciente esta entre a vida e a morte. Ele se vê lembrando de quando pequeno e seu pai o levou para ver um desfile. Então ele vê no desfile negro (black parade) elementos de sua vida. Eu tenho um grande amor por essa musica, porque indo para o lado pessoal ela foi muito importante na minha vida. Ela pra mim é algo como um hino de "siga em frente" e foi exatamente o que eu fiz. É uma musica encorajadora e que sempre que você precisar de coragem ela estará lá pra lhe proporcionar isto. Gosto da melodia dela por toda essa coisa magica de orquestra, desfiles de bandas e afins. É incrível, muito incrível essa musica.

I don't love you 
Aqui o paciente esta completamente enfurecido. Ele fala sobre sua namorada e o problema de relacionamento deles. Acredito eu que o paciente, nessa musica, esteja prevendo o fato de quando ele estiver pior, ela simplesmente irá embora. Saindo do conceito, eu gosto bastante do quanto essa musica soa sincera, curta e grossa. Ela fala sobre os relacionamentos - que pra mim não significam apenas os amorosos - e os fins que nem sempre necessesariamente acontecem por causa de falta de sentimento. O refrão é bem grudento e a melodia é boa o suficiente pra te fazer ouvir essa musica por horas.

House of Wolves 
O paciente está voltando ao passado, notando pelas coisas que fez que poderia muito bem ir para o inferno. A musica fala claramente sobre arrependimento. Essa musica é outra que não tem duplicidade, fala sobre arrependimento claramente. Não existe - ou eu acho que não vejo - outro signifcado mais claro do que esse. Eu li uma vez que essa musica era muito parecida com as do revenge e concordo plenamente com isso; Ela lembra na letra, na melódia. É bem nostalgica essa musica, pelo menos pra mim.

Cancer
O paciente está agonizando por causa da doença, esta quase morrendo, então começa a fazer seus ultimos pedidos. Além disso ele diz que a pior parte de tudo será deixar a amada e acaba evitando beija-la para que tudo seja mais difícil ao deixá-la. É a parte mais emocionante do cd e nunca na minha cabeça, imaginei ver um My Chemical Romance assim. Estava acostumada com as musicas do revenge e eles me surpreenderam - como sempre fazem -, gosto muito dessa musica e não adianta o quanto eu a ouça, ela sempre irá me emocionar.

Mama 
Aqui Mama nada mais é que a Mother War - um dos personagens do conceito - que é a guerra. Também tenho a leve impressão que em vez disso, ele está apenas escrevendo uma carta para sua mãe diretamente da guerra.  Pelo o que me recordo o paciente está se recordando de quando foi a guerra e ele diz que todos os presentes irão para o inferno. Essa musica tem uns toques de polca na melodia  e é muito viciante, uma das minhas favoritas do álbum. Eu queria muito um clipe para essa musica,  o que seria ótimo conhecendo a criatividade dos meninos como eu conheço, não decepcionaria ninguém. Mama é a musica no The black parade que deve ser ouvida, por sua excelente melodia e ótima letra.

Sleep 
Fala claramente sobre o paciente não entender a preocupação da amada, já que ele a fez chorar muito. Também, acredito que ela seja o inverso de House of wolves que fala sobre o arrependimento. Aqui ele não se arrepende de todas as coisas ruins que tenha feito, está conformado apenas. Os sussurros no começo da musica foram inspirados nos pesadelos que Gerard tinha. Eu gosto muito dessa musica e me identifico muito com ela. Sleep é quase que uma favorita do TBP - embora, estranhamente não seja - pela o fato de uma melodia extremamente boa, com pianos e guitarras potentes.

Teenagers 
Minha segunda favorita. Segundo o conceito, o paciente está se recordando da sua época de adolescente quando ele usava drogas pra se esquecer do problemas e seu pai dizia que não funcionava. É uma baita critica á sociedade. Porque reparem é só isso que eles querem, que tenhamos medo; eles querem arrancar nossas aspirações e nos tornar cidadães alienados. Rebeldias a parte, Teenagers é viciante e pra mim a melhor do TBP - me processem - embora todas sejam incrivelmente boas. Acho impossível não amar teenagers, ela é incrível, pela critica, pela melodia divertida.

Disenchanted
A história do paciente está chegando ao fim e aqui ele faz mais uma reflexão sobre a propria vida. Ele não estava mais se arrependendo e muito menos se conformando, está notando que houve uma parte boa e que sua vida não foi de toda ruim. Mas que ainda sim ele viveu sua vida como uma canção triste. Essa musica me emociona mais do que Cancer; Acho que a carga emocional nela é bem mais forte do que a de cancer, não pela melodia, mas pela letra

Famous Last Words
O final do conceito do conceito do TBP onde o paciente aceita que esta prestes a morrer e percebe que não pode fazer nada para que sua amada fique. Vou fugir rapidamente do conceito, porque essa musica que talvez tenha causado maior desentendimento que veio a ocorrer sobre esse album. Famous last Words fala sobre você passar por cima das dificuldades e apesar de todas as dores continuar vivendo. Não ter medo disso. Essa é a maior mensagem de esperança do album que foi logo sendo interpretada ao contrário. Eu amo essa musica, essa é uma das mais importantes. Assim como Welcome to the black parade encoraja, nos mostrando que independente de tudo ainda podemos continuar.

Blood 
Faixa troll escondida do album. Ela é bem curtinha e é inspirada no filme Laranja mecanica. Ela é bem parecida com mama também.

Ouça a nosso top cinco TBP aqui 


Então pessoal esse foi a ultima resenha dos albuns do My Chem, espero que tenha gostado e nos ajudem a escolher como será a proxima okay?!

xoxo Leeh 

---------------------------------
Participe do #ProjetoGerard nos ajude a fazer algo especial para nossa Sassy Diva clicando aqui 





2 comentários:

  1. Cara Welcome to the black parade é até o momento a musica q mais me emociona nesse disco, até choro no inicio, ótima resenha muito bom

    ResponderExcluir
  2. Cara Welcome to the black parade é até o momento a musica q mais me emociona nesse disco, até choro no inicio, ótima resenha muito bom

    ResponderExcluir

Deixe sua marca,comente !